COMEÇANDO A SUPERAR A CRISE - 3

 

Nesse terceiro “post”, falamos um pouco sobre conhecer melhor o seu negócio, e para isso você deveria fazer e procurar respostas a algumas perguntas que permitissem identificar melhor o que você faz, para quem você faz e quais são os seus produtos.

 

Por Marco Antonio Paletta

Consultor em Gestão Empresarial

marcopaletta_livro.jpg

allmap.net.br

professorpaletta@gmail.com

 

 

Publicado em 18 de maio 2020 

Hoje vamos conhecer melhor os produtos/serviços que você oferece:

- Quais são os meus produtos/serviços?

- O que eu sei sobre eles?

- Eles são únicos ou são um conjunto, ou seja são compostos de outros produtos/serviços que se juntam para assim oferecer o que eu vendo?

Não entendeu? Vamos explicar melhor

Você pode oferecer simplesmente um corte de cabelo, ou um tratamento para o cabelo, neste último caso para realizar o tratamento você deve oferecer um pacote de produtos e serviços que juntos compõe o tratamento.

Quer mais um exemplo, seu restaurante de prato feito, seu prato pode ser composto por “arroz, feijão, bife, batata frita e salada” ou seja seu produto é um composto (de diversos produtos) que se juntam para oferecer o que você oferece aos seus clientes.

Você compra e vende sapatos, bolsas e acessórios em sua casa ou de porta em porta na casa dos seus clientes, e você pode vendê-los individualmente ou combinando as peças para que atendam os gostos e características dos seus clientes.

Você pode também ter um negócio que o cliente adquire com determinada frequência um conjunto de produtos individuais, ou produtos compostos, tipo um pequeno mercado, onde os clientes podem adquirir um sabonete, um refrigerante, um legume, frios, mas também pode comprar o pão que você faz em sua padaria, um prato congelado que você e sua esposa fazem com todo carinho e o vendem aos clientes que procuram por refeições rápidas quando chegar em casa.

Viu... é muito importante que conheçamos com detalhe os nossos produtos. Caso você não tenha a exata noção do que compõe seu produto, nossa sugestão é que você monte uma ficha técnica para cada produto/serviço que você produz e comercializa.

Nesta ficha técnica você deve detalhar tudo o que compõe seu  produto/serviço, de forma que, e aí é o que interessa, você consiga detalhar todas as quantidades de materiais e os custos que o compõe.

Nossa sugestão é que você monte isso numa planilha como exemplo abaixo, com valores meramente ilustrativos:

 

(*) Atenção, quando lidamos com comida muitas vezes para se chegar a um hambúrguer de 180 gramas precisamos, por exemplo, de mais carne, pois haverá perdas no processo de produção.

Sem título-1.png

Ou seja, você precisa montar “a receita” do seu produto, não importa o que você produza, venda ou preste de serviço, tudo precisa ser planilhado.

Você pode montar a ficha técnica de qualquer produto ou serviço, desde um salão de beleza, a um pet shop, de um açougue a um serviço de manutenção de residências, de uma loja de roupas a um “food truck” de comida árabe, de um bar a um mercadinho do bairro, ou seja, cada produto uma ficha, cada serviço com uma ficha, se você domina o Excel dá para fazer isso com certa facilidade, se não domina o Excel, contrate um menino de um curso técnico de informática ou administração como estagiário e ele faz isso para você.

Assim você terá uma noção melhor de sua necessidade de “matérias primas” ou como compor “combos” entre seus produtos e serviços e ver onde você pode fazer promoções por exemplo.

A ficha técnica permite você calcular de forma eficiente seus custos individuais para que então você possa partir para a etapa de compor seu preço de venda, que deve levar em consideração além dos custos, todas as despesas que sua empresa/negócio incorre para poder funcionar.

 

Como fazer isso?

Até nosso próximo post